Monthly Archives

dezembro 2019

O Saudosismo

By | Direito | No Comments

Só existem dois dias no ano em que nada pode ser feito. Um se chama ontem e o outro se chama amanhã. Portanto hoje é o dia certo para amar, acreditar, fazer e principalmente viver. Dalai Lama.

 

 

 

Essa reflexão de Dalai Lama nos dias hoje, e no meu entender, é de grande importância para orientar algumas decisões do dia a dia. Temos visto nas redes sociais muitas falas e imagens enaltecendo o passado, como se já tivesse havido um tempo onde tudo era bom e perfeito, ou que no mínimo era uma época melhor do que a de hoje.

Recebi, esses dias, uma série de fotos de coisas que fazíamos quando crianças ou jovens nos anos 60 e 70, como carrinho de lomba, soltar pandorga, correr de pés descalços. Era uma série de brincadeiras, além de hábitos, que hoje devido a várias situações, não são possíveis mais ter e fazer.

Porém, as pessoas, de um modo geral, se apegam a essas coisas e a esse passado imaginário. As mesmas pessoas projetam um futuro terrível, com mais violência, tecnologia, carros voadores, uns inclusive falam em tele transporte de pessoas.

Vejamos: se a reflexão de Dalai Lama é verdadeira, e a mim parece ser, as recordações do passado e as projeções do futuro servem para que? Ou para quem?

Bem, saber como vivíamos e as influências que sofríamos são importantes informações para reforçar os acertos e evitar erros. Nessas horas, me pergunto: por que mudamos as coisas se gostávamos delas ao ponto de hoje estarmos pensando no passado?

Não sei responder, mas o estranho disso tudo é que os jovens de hoje são nossos filhos ou nossos netos, portanto quem não os levou nas praças ou soltou pandorgas fomos nós. Ainda, fomos nós que colocamos tênis nos pés deles, colocamos grades nas janelas e construímos muros. Quem ficou gravida sem saber de quem? E quem engravidou sem saber a quem? Quem abandonou filho? São importantes perguntas e as respostas cada um deve achar dentro si.

Se queremos viver o hoje, temos de ter consciência do que fizemos de errado, em que momento os valores que tínhamos não foram passados adiante. Claro que isso que estou falando é de forma geral, pois algumas pessoas conseguiram criar seus filhos de forma saudável, mesmo convivendo com contradições.

Ao longo de minha existência, tenho visto muitas contradições, muita hipocrisia. As pessoas dizem e afirmam coisas da boca para fora, pois na hora de executar, fazem tudo diferente. Alguns vivem suas vidas como se fossem eternos candidatos a uma eleição, sempre fazendo promessas que não vão cumprir ou prometendo o que não podem fazer. Mas, ao contrário dos políticos profissionais, essas pessoas mentem para si, se enganam. No dia a dia tomam as decisões erradas, o que torna sempre incerto o futuro de todos.

Normalmente, são as mesmas pessoas que aparecem com saudosismo, referindo-se há uma época que não há mais como intervir e nem viver. A vida não volta e nem o tempo para. Portanto, os quilos a mais, as rugas e as dores vão aparecer, sim! A vida deixa suas cicatrizes e marcas e com relação a essas nada podemos fazer, pois pertencem ao passado.

Assim, aproveite o espírito de Natal. Peça desculpas para pessoas que você ofendeu, dê um sorriso largo àqueles que você se demonstrou sisudo, dê um abraço apertado nos que te cercam. Peça perdão para você mesmo pelas coisas e pensamentos ruins, não tenha medo de amar, sorrir, abraçar, correr. Tome um banho de chuva, tire os sapatos, aproveite a vida enquanto você tem o domínio sobre ela, pois o amanhã a Deus pertence.

 

Advogado Ricardo Silva

Silva e Silva Advogados